quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Aos meus novos Amigos!

Lembro-me de em pequena (se é que alguma vez tive menos de 1,76 m) gostar muito de conhecer meninos e brincar com eles (posso imaginar o Sorrisos em Alta a ter imagens perversas com esta frase) … Havia um grande problema – as crianças são muito cruéis e magoam quando falam abertamente – no meu caso era a gorda e isso nesses tempos magoava. Hoje é uma questão de hábito! Lembro-me também de ser uma “gaja fixe porque pagava o lanche”. Mais tarde levei outro tipo de bofetadas psicológicas que magoaram ainda mais e uma das ultimas, se não a ultima foi há quase 10 anos e venha Deus para perdoar – eu não perdoo nunca! Não por mim – doeu na altura mas a ferida passou – pelo meu gajo e principalmente pelos meus Pais que fizeram tudo por uma gaja que não merecia. Passando à frente – hoje tenho um pouco mais de dificuldades em acreditar tão puramente nas pessoas. Mas também tenho o problema de falar muito e gostar de o fazer, de ter companhia, de rir… Entretanto os tempos passam e as situações também. Ganhamos outro tipo de amizades, frescas, mas só assim podem ser chamadas – vamos todos os dias aos Correios, ao Banco, á Papelaria e alguns empregados deixam de ser só quem nos atende e passam a ser os nossos amigos que trabalham ali. Hoje fui almoçar com duas meninas e um menino e meio (uma das meninas está grávida) que conheço por ir todos os dias aquele sítio. Adorei – achei que o almoço durou dez minutos e passou num ápice. A minha Tininha e a minha Susanita são umas lindas com quem eu adoro conversar e tenho pena de não o fazer mais vezes – não esquecer o Rodízio de Pizzas. O Xiquinho teve muita coragem em nos ir aturar todas juntas – é um querido e tem uma amiga no Brasil – o que é importante para ver se ela manda pó de Maria Mole para a gente. Beijo Chico – és um querido. Mas também gostava de almoçar com a minha Ana ou a minha Rosário que também são pessoas muito especiais. Por fim temos as virtuais e que quando não mandam comentários deixam uma saudade enorme – Inesquecíveis e que dão vontade de fugir até á capital para conhecer pessoalmente são a Mimo, a Carvoeirita e o Sorrisos em Alta. Estes três queridos já conseguiram animar-me em noites de tristeza e solidão que graças a Deus ficaram no passado. Beijos grandes e especiais para eles os três – têm um lugar muito especial no meu coração!

7 comentários:

Zeu_Na disse...

Crissy amiga!
Todas as pessoas importantes na nossa vida nunca se esquecem... mantém-te a par das novidades da nossa caixinha postal em http://misteriosdacaixadepandora.blogspot.com

Muchos besos na bochecha!

Sorrisos em Alta disse...

Animámos-te as noites????

Explica lá isso melhor, não vá aparecer aí o tal perverso do Sorrisos em Alta e interpretar isso mal!!
;o)))

Chuuuuuuuuuuack

carvoeirita disse...

Li o teu texto e achei que era eu...revi-me nas tuas palavras, conheci as tuas dores, sei a que sabem as tuas lágrimas percebes?
Engraçado não achas? Duas pessoas que nunca se virão e com um rumo e uma história tão similares.
Como não podemos mudar o destino que tal tentarmos mudar o facto de não nos conhecermos?
Temos que combinar uma ida a massagista juntas..ando mesmo a precisar.
Muitos, muitos beijinhos!!!!
E nunca percas o teu coraçãozinho de manteiga,mas protege-o, guarda-o no frigorífico para ele não ficar tão exposto e amolecido.

Nuno disse...

Olá! É muito bom ter amigos, mesmo que sejam virtuais e os virtuais são aqueles que nos tiram da solidão. Viva a Amizade! beijos e um bom fim de semana!

Danni disse...

Passei para deixar um grande beijinho a ti, a minha querida amiga não virtual dos meus tempos de Tomar (e que saudades desses tempos...)

Sorrisos em Alta disse...

Parece-me que a dona do blog também devia vir aqui comentar, para assinar um "com muita vontade de fazer coisa nenhuma"!
;o)

Bom fds, preguiçosa!!!!!

Sorrisos em Alta disse...

Reclama, mas anda só a passear e a curtir e deixa aqui os amigos pendurados....

Tão amigos, tão amigos e quando é para ir para a borga não nos levas, não é???
;o)

Beijoca