terça-feira, 12 de agosto de 2008

Mais um desabafo

Ah coisas que me tiram do sério de tal maneira que nem acabei de contar a história. O que me entristece nisto tudo é ver o meu "velho" a cair de dia para dia e isso sim me preocupar. há um mês nos meus anos, ele estava tão bem - de repente num mês uma queda tão grande - quase não anda, agora sim parece uma avozinho! Parece que envelheceu 20 anos em 30 dias. Perde tanto o equilíbrio que até temos medo de o deixar sozinho. Isso sim, preocupa-me! E depois vê-se uma carrada de gente que diz preocupar-se muito mas pouco faltou para começar a preparar o funeral ao homem e esquecem-se de ter na puta da tromba vergonha para poupar a mulher que está com uma depressão!!!! Ainda me matam a mulher - detesto gente hipócrita e fingida! O meu pai está vivo... não sei por quanto tempo - mas qualquer um de nós pode ir à frente dele. Eu amo o meu pai acima de tudo na minha família - não se pode comparar com o amor do marido porque são espécies de amor diferentes - Amo a minha mãe mas o pai é um fetiche desde pequenina! Deixem-me respirar - agradeço a ajuda aos que o estão a fazer - era me difícil de longe poder dar atenção a tudo. Mas por amor de Deus - poupem-me! Quem empata saia! Ele precisa de energias positivas e não negativas! E a minha mãe precisa de quem lhe dê força, não que a esgotem por nada!

4 comentários:

Nuno disse...

olá! As quedas são sempre as piores, porque depois, quando ficam bons começam a ter medo de ir á rua e ficam tristes e deprimidos. A solução para isso é dar muito carinho ao teu Pai e pelas palavras que li, ele tem isso e muito mais da tua parte! As melhoras para o teu Pai e transmite-lhe optimismo, para que ele fique bom mais depressa. beijos e força para ti! um abraço

Catarina disse...

Sendo tua amiga, gostando de ti como gosto e tendo estado contigo no Domingo durante essas três horas, teria de vir aqui deixar um comentário... Para nós os nossos pais são eternos, e o nosso pai é para nós um ídolo pelo menos sei que o teu pai é assim, daquelas pessoas super queridas, de quem se gosta logo e portanto essa dor que sentes é tão natural, tal como a tristeza de o veres cair assim... Mas sabes amiga lembra-te dos bons momentos juntos e fala deles com o teu pai... não no sentido negativo, naquela que ele te vai faltar brevemente mas sim com o intuito de ter mais um momento de partilha intensa entre vocês... Tu ris tão facilmente, o teu pai também... porque não rirem juntos? Mesmo que depois chores pois o amor intenso tem destas coisas...

Mimo Azul disse...

:s
Bem, que situação! Tem calma. Por vezes rodeiam-nos pessoas negativas e que só nos fazem mal, mesmo que achem que é com boas razões é preciso ter espaço e afastar essas pessoas e essses problemas!

Força amiga!

Mandrágora disse...

O tio é sempre o tio,o bonacheirão que me faz rir a toda a hora com as tolices dele.
Fiquei a saber das coisas duma forma um bocado repentina e pensei que fosse pior. Felizmente está melhor e foi um susto...

A vida é assim mesmo,temos é de encarar tudo com positivismo e nunca nos deixarmos ir abaixo pelo bem das pessoas e pelo nosso bem.

Beijo